BrasilPolítica

Socialista Guilherme Boulos tenta se aproximar de evangélicos

O socialista Guilherme Boulos (PSOL), anunciou que planeja se candidatar para o cargo de governador, ano passado o político ficou em segundo lugar na disputa pela Prefeitura de São Paulo.

Líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), que invade propriedades privadas, Boulos tenta aproximação com o eleitorado evangélico, pensando na possibilidade de se tornar governador.

O político perdeu a disputa presidencial em 2018, ficando em 10º colocado. Já em 2020, quando disputou com Bruno Covas no segundo turno, conseguiu 40% dos votos na capital paulista.

Boulos vem trabalhando para desconstruir a imagem de incendiário e invasor de casas como é conhecido, mas sua ideologia socialista também pesa contra ele, visto que é um apoiador de ditaduras como a de Nicolás Maduro, na Venezuela.

Político elogia igrejas evangélicas

Para tentar se aproximar dos evangélicos, Boulos elogiou as igrejas em sua coluna na Folha de São Paulo, com um artigo publicado no dia 19 de abril, visando iludir os fiéis.

Lá ele contou a história de uma amiga que frequenta há anos uma igreja neopentecostal e que lhe contou que antes de escolher esse caminho ela estava sozinha desempregada, vinha de um lar instável e cheio de problemas, mas foi na igreja que ela foi acolhida.

“As igrejas são um espaço religioso e também funcionam como uma rede de apoio social. São lugares de convivência para quem estava na solidão. Lugares de ajuda para quem não tinha com quem contar. A banda e os grupos de jovens atraem uma geração que não encontra espaços públicos de lazer e cultura”, escreveu ele.

Em seu artigo, ele faz um apelo para que a esquerda e os evangélicos construam juntos uma sociedade mais justa e igualitária, principalmente dentro das periferias do Brasil, respeitando-se mutuamente.

Por Gospel Prime – Guilherme Boulos (Foto: Reprodução/YouTube)

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo